Professor de francês em terras brasileiras: formação educativa e atuação profissional (1990-2017)

  • Lia Machado Fiuza Fialho Universidade Estadual do Ceará
  • Cristine Brandenburg Universidade Federal do Ceará
  • Lourdes Rafaella Florencio Universidade Estadual do Ceará
  • Márcia Cristiane Ferreira Mendes Universidade Estadual do Ceará
  • Maria Aparecida Alves da Costa Universidade Estadual do Ceará
  • Scarlett O’hara Costa Carvalho Universidade Estadual do Ceará

Resumen

La investigación tiene como objetivo reconstruir la biografía de Jérémy Paul Moris - profesor, inmigrante francés en Brasil, haciendo hincapié en su trayectoria educativa y profesional. Teóricamente apoyado por la Historia Cultural, el estudio, de tipo biográfico, adopta la metodología de la Historia Oral. Las fuentes orales se recopilaron a través de una entrevista grabada, transcrita y textualizada. El análisis de las narraciones nos permitió comprender cómo se desarrolló la educación y el desempeño profesional del profesor Jérémy, dando luz a su camino formativo y a las prácticas educativas utilizadas en Francia y Brasil. Jérémy estudió en escuelas públicas y privadas de la ciudad de París, se graduó de la Universidad de Rennes en Lenguas Extranjeras Aplicadas y completó una maestría en París, para prepararse para la enseñanza en Europa. Después de hacer un intercambio en la Universidad Inglesa, un período que enseñaba francés y español en escuelas de inglés emigró a Brasil motivado por el Programa de lectores franceses. En este país, Jérémy trabaja como profesor universitario para el curso de Cartas de Lengua Francesa en la Casa de Cultura Francesa, en la Universidad Federal de Ceará.

Palabras clave: Jérémy Paul Moris, Biografia, Prácticas Pedagógicas, Historia oral

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor

Lia Machado Fiuza Fialho, Universidade Estadual do Ceará

Doutora em Educação. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação do Centro de Educação da Universidade Estadual do Ceará – UECE

Cristine Brandenburg, Universidade Federal do Ceará

Doutora em Educação Brasileira na Universidade Federal do Ceará - UFC

Lourdes Rafaella Florencio, Universidade Estadual do Ceará

Doutora, docente do Instituto Federal do Ceará - IFCE

Márcia Cristiane Ferreira Mendes, Universidade Estadual do Ceará

Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação do Centro de Educação da Universidade Estadual do Ceará - UECE

Maria Aparecida Alves da Costa, Universidade Estadual do Ceará

Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação do Centro de Educação da Universidade Estadual do Ceará - UECE

Scarlett O’hara Costa Carvalho, Universidade Estadual do Ceará

Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação do Centro de Educação da Universidade Estadual do Ceará - UECE

Referencias

Abu-El-Haj, M. F., y Fialho, L. M. F. (2019). Formação Docente e Práticas Pedagógicas Multiculturais Críticas. Revista Educação em Questão, (57), 1-27. Recuperado de https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/17109 .

Alberti, V. (1990). História Oral: a experiência do CPDOC. Rio de Janeiro, Brasil: Editora Fundação Getúlio Vargas.

Alberti, V. (2017). Ouvir contar: textos em história Oral. Rio de Janeiro, Brasil: Editora FGV.

Araújo, R. M., y Esteves, M. M. (2020). A formação docente, inicial e contínua, para o trabalho com adultos em Portugal: o olhar dos professores. Educação & Formação, 4(2), 18-35. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/121

Bego, A. (2020). Políticas públicas e formação de professores sob a perspectiva da racionalidade comunicativa: da ingerência tecnocrata à construção da autonomia profissional. Educação & Formação, 2(1), 3-24. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/98

Burke, P. (2005). O que é História Cultural? Tradução de Sérgio Goes de Paula. Rio de Janeiro, Brasil: Editora Zahar.

Courtillon, J. (2003). Elaborer un cours de FLE. Paris, Francia: Hachette.

Dosse, F. (2015). O Desafio Biográfico: escrever uma vida. Tradução de César Cardoso de Souza. Brasil.

Fialho, L. M. F. (2015a). A vida de jovens infratores privados de liberdade. Fortaleza, Brasil: Edições UFC.
Fialho, L. M. F. (2015b). Biografia de um jovem traficante: brigas de gangues e homicídios em série. Fortaleza, Brasil: Edições UFC.

Fialho, L. M. F. (2016). Assistência à criança e ao adolescente "infrator" no Brasil: breve contextualização histórica. (S.F).

Fialho, L. M. F., Lima, A. M. S., y Queiroz, Z. F. (2019). Biografia de Aída Balaio: prestígio social de uma educadora negra. Educação Unisinos (23), 48-67. Recuperado de http://revistas.unisinos.br/index.php/educacao/article/view/edu.2019.231.04

Fialho, L. M. F., Santos, F. M. B., y Sales, J. A. M. (2019). Pesquisas Biográficas na História da Educação. Cadernos de Pesquisa, 2(6), 11-29. Recuperado de http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/12743/6898

Fialho, L. M. F., Sousa, N. M. C., y Diaz, J. M. H. (2020). Rosa Maria Barros Ribeiro: memórias da trajetória formativa para docência. Revista Cocar, (8), 371-387. Recuperado de https://paginas.uepa.br/seer/index.php/cocar/article/view/3083

Fialho, L. M. F., y Carvalho, S. O. C. (2017). História e memória do percurso educativo de Célia Goiana. Série-Estudos, (22), 137-157. Recuperado de http://www.serie-estudos.ucdb.br/index.php/serie-estudos/article/view/992

Fialho, L. M. F., y Freire, V. C. C. (2018). Educação formativa de uma líder política cearense: Maria Luiza Fontenele (1950-1965). Cadernos de História da Educação, (17), 343. Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/che/article/view/43290

Fialho, L. M. F., y Queiroz, Z. F. (2018). Maria Neli Sobreira: história e memória da educação em Juazeiro do Norte. Educar em Revista, (34), 67-84. Recuperado de http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0104-40602018000400067&lng=pt&nrm=iso
Fialho, L. M. F., y Sa, E. C. V. (2018). Educadora Henriqueta Galeno: a biografia de uma literata e feminista (1887- 1964). Revista História da Educação (22), 169-188. Recuperado de https://seer.ufrgs.br/asphe/article/view/75182

Flick, U. (2009). Introdução à pesquisa qualitativa. São Paulo, Brasil: Artmed.

Florêncio, L. R. S., Fialho, L. M. F., y Almeida, N. R. O. (2017). Política de Formação de Professores: A ingerência dos Organismos Internacionais no Brasil a partir da década de 1990. Holos, (5) 303-312. Recuperado de http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/5757

Gawryszewski, B., Motta, V. C. da., y Putzke, C. K. (2017). Gestão privada de escolas públicas da Educação Básica: um novo mercado sob a tutela do Estado. Práxis Educativa 12(3). Recuperado de https://www.revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/9413.

Genú, M. (2018). A abordagem da ação crítica e a epistemologia da práxis pedagógicas. Educação & Formação, 3(9), 55-70. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/856

Haupt, H. (2008). Religião e nação na Europa no século XIX: algumas notas comparativas. Estudos Avançados 22(62). Recuperado de https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142008000100006.

Lara, A. M. (2020). Políticas de redução da desigualdade sociocultural. Educação & Formação, 3(1),140-153. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/118

Le Goff, J. (2003). História e memória. Campinas, Brasil: Unicamp.
Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, Lei nº 9.394, (20 de dezembro de 1996).

Lima, A., y Azevedo, M. L. (2020). Processo de institucionalização da política nacional e estadual de formação docente: proposições e resistências no Paraná. Educação & Formação, (4) 12. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/1126

Loriga, S. (2011). O pequeno X da Biografia à História. Belo Horizonte, Brasil: Autêntica Editora.

Lozano, J. E. A. (2006). Práticas e estilo de pesquisa na história oral contemporânea. In Amado, J., y Ferreira, M. M. (coord.), Usos & Abusos da História Oral. Rio de Janeiro, Brasil: Editora FGV.

Meihy, J. C. S. B., y Holanda, F. (2007). História Oral: como fazer, como pensar. São Paulo, Brasil: Contexto.

Mendes, M. C. F., Fialho, L. M. F., y Machado, C. J. S. (2019). Argentina Pereira Gomes: disseminação de -inovações- didáticas na educação primária na década de 1930. Revista Diálogo Educacional, (19), 527-550. Recuperado de https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/viewFile/24959/23519

Ministério da Educação e Cidadania. (2016). Chamada Pública CGRIFES nº 01/2016 - adesão ao Programa de Leitores Franceses da Embaixada da França.

Mororó, L. (2017). A influência da formação continuada na prática docente. Educação & Formação, 4(2), 36-51. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/122
Ramos, M. N. (2018). 16 O ensino médio ao longo do século XX: um projeto inacabado. In Stephanou, M., y Bastos, M. H. C. (Orgs), História e Memórias da Educação no Brasil: Vol. III – Século XX. Petrópolis, Rio de Janeiro, Brasil: Editora Vozes.

Santos, L. de O., y Marinho, E. dos S. (2018). Educação profissional técnica no Brasil e as contribuições do Instituto Federal (IFAL) para a sociedade alagoana. Saberes Docentes em Ação 4(1). Recuperado de http://www.maceio.al.gov.br/wp-content/uploads/2018/04/pdf/2018/04/Educa%C3%A7ao-Profissional-no-Brasil-ID.pdf.

Soares, M. B. (2019). Formação permanente de professores: um estudo inspirado em Paulo Freire com docentes dos anos iniciais do ensino fundamental. Educação & Formação, 5(13), 151-171. Recuperado de https://doi.org/10.25053/redufor.v5i13.1271

Suescún, M. (2020). Políticas públicas educativas en el contexto social colombiano de la década de los 70 del siglo XX. Educação & Formação. 1(1), 65-87. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/92

Therrien, J., Azevedo, M. R., y Lacerda, C. A (2017). Racionalidade pedagógica nos processos de mediação à produção de sentidos e de aprendizagem aos saberes. Educação & Formação, (2), 186-199. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/166

Thompson, P. (1992). A voz do passado. Tradução de Lólio Lourenço de Oliveira. Rio de Janeiro, Brasil: Paz e Terra.

Thomson, A., Frisch, M., y Hamilton, P. (2016). Os debates sobre memória e história: alguns aspectos internacionais. In Amado, J., y Ferreira, M., Usos e abusos da história oral. Rio de Janeiro, Brasil: Editora FGV.
Torres, J. M. (2017). Exclusión social y educación superiora: la respuesta pedagógica. Educação & Formação, 6(2) 03-16. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/157

Vasconcelos, J. G., Fialho, L., y Lopes, T. M. (2018). Educação e liberdade em Rousseau. Educação & Formação, 8(3), 210-223. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/redufor/article/view/278

Xavier, A. R., Fialho, L. M. F., y Vasconcelos, J. G. (2018). História, memória e educação: aspectos conceituais e teórico-metodológicos. Fortaleza, Brasil: EdUECE.

Fonte Oral

Morisso, J. P. (2018). Jérémy Paul Morisso. Depoimento [18/09/2018]. Entrevistadora: Cristine Brandenburg. Local: Universidade Federal do Ceará, Fortaleza.
Publicado
2020-06-30
Sección
DOSSIER VIII ENCUENTRO INTERNACIONAL DE HISTORIA ORAL Y MEMORIAS