Historia de vida escolar secundaria: relatos sobre la vida escolar del Gimnasio de São Roque, São Paulo, Brasil

  • Tarina Unzer Macedo Lenk Instituto Federal de São Paulo (BRASIL)
  • Wilson Sandano Universidade de Sorocaba (BRASIL)

Resumen

El Gimnasio Estadual de São Roque es recordado como una escuela modelo por su directora Antonieta de Araújo Cunha, quien lo fue por veinticuatro años, entre 1958 y 1981. El objetivo fue presentar relatos de la historia de vida dirigidos a la directora, construidos por medio de entrevistas con preguntas semiestructuradas. El público involucrado fue de ex alumnos, ex profesores y ex director del Gimnasio de São Roque. Se pretende que los resultados contribuyan a la construcción de documentales basados en testimonios, para las futuras generaciones sobre la escuela y de su directora.

Palabras clave: Historia oral de vida, Escuela Secundaria, Gimnasio de São Roque, Directora de la escuela

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor

Tarina Unzer Macedo Lenk, Instituto Federal de São Paulo (BRASIL)

Graduação em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Espírito Santo (2000), mestrado em Hospitality Management - Florida International University - Miami - USA (2002), e mestrado em Psicologia - Universidade Federal do Espírito Santo - UFES (2010). Doutorado em Educação pela Universidade de Sorocaba SP - UNISO (2020).Professora da Universidade Federal do Vale do São Francisco (2004). Gerente Geral de Projetos Governo do Estado de Pernambuco para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (2007).

Professora da UNIVASF e Instituto Federal de São Paulo - campus São Roque.

University Professor of UNIVASF

Professor at Federal Institute of São Paulo - São Roque campus

Wilson Sandano, Universidade de Sorocaba (BRASIL)

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade de Sorocaba (1963), mestrado em Educação (1991) e doutorado em Educação pela Universidade Metodista de Piracicaba (1997).

Atualmente é professor titular da Universidade de Sorocaba e Membro de corpo editorial do Quaestio (UNISO).

Referencias

Bardin, L. (2008). Análise de conteúdo. Portugal: Edições 70.

Bosi, E. (1995). Memória e sociedade: lembranças de velhos. São Paulo, Brasil: Companhia das Letras.

Chagas, V. (1980). O ensino do 1º e 2º graus: antes, agora e depois (2a ed.). São Paulo, Brasil: Saraiva.

Delgado, L. A. N. (2011). História oral e narrativa: tempo, memória e identidade. Dossiê apresentado em VI Encontro Nacional de História Oral. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, RS.

Halbwachs, M. (2006). A memória coletiva. São Paulo, Brasil: Editora Centauro.

Judica, S. (2017, novembro 23). Dona Antonieta revira-se na sepultura!. Jornal O DEMOCRATA, p. B2.

Marcílio, M. L. (2005). História da Escola em São Paulo e no Brasil. São Paulo, Brasil: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo.

Meihy, J. C. S. B. (2005). Manual de história oral (5a ed.). São Paulo, Brasil: Edições Loyola.

Portelli, A. (1997, Fevereiro). O que faz a história oral diferente. Projeto História, Revista do Programa de Estudos Pós-Graduação em História, 14. 25-39.

Souza, R. F. (1998). Templos de civilização: a implantação da escola primária graduada no Estado de São Paulo (1890 - 1910). São Paulo, Brasil: Fundação Editora da UNESP.

Thompson, P. (1992). A voz do passado: História Oral (2a ed.). Rio de Janeiro, Brasil: Paz e Terra.

Werebe, M. J. (1968). Grandezas e misérias do ensino no Brasil. São Paulo, Brasil: Difel.
Publicado
2020-06-30
Sección
DOSSIER VIII ENCUENTRO INTERNACIONAL DE HISTORIA ORAL Y MEMORIAS